sábado, janeiro 28, 2023
spot_img
InícioFunpapaUsuários do CRAS da Augusto Montenegro sofrem no atendimento social

Usuários do CRAS da Augusto Montenegro sofrem no atendimento social

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), vinculado à Fundação Papa João XXIII, localizado na Augusto Montenegro, está pela “hora da morte”, segundo imagens encaminhadas por uma usuária à Redação do Portal Diógenes Brandão, registradas nesta quinta-feira (18).

De acordo a denúncia, uma série de problemas de ordem estrutural no prédio do CRAS, localizado no bairro do Tapanã, tem comprometido o atendimento das dezenas de usuários de baixa renda, que vão até à unidade da Funpapa, principalmente para resolver assuntos referentes ao Cadastro Único, aplicativo para o acesso a Programas Sociais do Governo Federal.

As más condições na infraestrutura só maltratam os usuários que buscam atendimento no CRAS da Funpapa. (Reprodução – WhatsApp)

Os problemas iniciam pelo calor. A unidade da Funpapa até possui centrais de ar, mostradas no vídeo, mas não funcionam, segundo a denúncia. Outro fato chama atenção: a grande quantidade de pessoas a serem atendidas, contudo, sem a garantia de fichas para todos. “Não tinha água, ‘entupido’ de gente, acho que umas 500 pessoas. Eles dão fichas para 250, mas geralmente acho que dá bem mais. Três centrais de ar não funcionam, é muito calor”, denuncia uma usuária que pediu o anonimato. “Só indo lá para ver a situação que esse povo está passando”, diz.

A falta de água para atender o público, o ambiente sem climatização e melhores recursos tecnológicos dificultam o atendimento no CRAS. (Reprodução – WhatsApp)

DE PERDER A VOZ

Sem paineis eletrônicos para informar as senhas de atendimento, as servidoras do CRAS quase perdem a voz durante a chamada dos usuários. “Uma funcionária tem que ficar gritando os números, porque lá é muita gente, ela tem que ficar gritando a manhã toda até à tarde”, garante a usuária. “Creio que quando chegam na casa delas, eles devam fazer um gargarejo, porque é muito ruim”.

É flagrante a falta de infraestrutura na unidade que atende pessoas de baixa renda, muitas das quais até dormem na fila em busca de atendimento social. (Reprodução – WhatsApp)

BANHEIRO

Outra reclamação é a falta de condições dos banheiros. O odor insuportável é sentido à distância, garante a denunciante. “Entrar em um banheiro daqueles, meu senhor, misericórdia”. “As pessoas têm que ter mais compaixão com os outros, muitas pessoas vão alí só com dinheiro de uma passagem, as vezes vai de carona, vai de madrugada, dorme na fila para ser atendido. E ainda tem gente que não é atendida”, acrescenta.

Pedimos um posicionamento à Funpapa e vamos aguardar as informações referentes à denúncia apresentada.

Leia também:

Servidores entram em greve e criticam Edmilson Rodrigues e Alfredo Costa

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados