terça-feira, fevereiro 7, 2023
spot_img
InícioPolícia"Pode falar até com o Helder que ninguém vai te atender", diz...

“Pode falar até com o Helder que ninguém vai te atender”, diz policial à mulher agredida

Com o rosto cheio de hematomas, uma mulher vítima de violência doméstica procurou atendimento na Seccional de Polícia Civil da Cabanagem e foi mal tratada por policial, que segundo ela, disse-lhe aos gritos: “Pode até falar com o Helder, que ninguém vai te atender!”.

A redação deste portal de notícias procura saber a identidade da vítima e estima que o fato tenha ocorrido na noite deste sábado, 5 . O vídeo abaixo, com as informações preliminares foi postado na página do repórter policial Amaury Silveira.

Segundo pesquisa realizada, o Pará é um dos estados brasileiros recordistas em casos de violência contra a mulher e um dos que mais ocorrem crimes de feminicídio no país. “E o cenário pode ser ainda pior, já que não há padronização na coleta, análise e divulgação das informações por parte de alguns estados”, revela recente matéria da Folha de São Paulo.

“O Brasil registrou oficialmente em 2020 a morte de 1.338 mulheres por sua condição de gênero, assassinatos praticados em sua maioria por companheiros, ex-companheiros ou pretensos companheiros.

Os dados consolidados do ano passado, que tiveram 10 de seus 12 meses sob o efeito da pandemia da Covid-19, foram colhidos pela Folha nas secretarias de Segurança Pública dos 26 estados e do Distrito Federal.

Leia mais sobre o quadro lastimável da violência doméstica e o feminicídio, na matéria Brasil registra 1.338 feminicídios na pandemia, com forte alta no Norte e no Centro-Oeste.

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados