terça-feira, junho 6, 2023
spot_img
InícioPesquisaPesquisa quer saber a percepção dos Jornalistas em relação ao seu sindicato

Pesquisa quer saber a percepção dos Jornalistas em relação ao seu sindicato

Jornalistas não alinhados com o atual comando do Sinjor-Pará estão realizando uma pesquisa de opinião junto a profissionais associados, para aferir a percepção deles sobre a gestão do Sindicato dos Jornalistas do Pará. A iniciativa criou polêmica, com alguns apoiadores da atual diretoria do Sinjor classificando a sondagem como estratégia eleitoral, para um grupo disputar a direção do sindicato.

Nas redes sociais e grupos de whatsapp há um debate ocorrendo entre, de um lado, integrantes e apoiadores da atual direção do Sinjor, e, de outro lado, um grupo de profissionais, por conta de uma pesquisa de opinião que está sendo realizada pela Doxa, junto à categoria. Os profissionais que apoiam a pesquisa têm a percepção de que os jornalistas não estão satisfeitos com a condução de seu sindicato de classe. Para mensurar o nível de aprovação ou reprovação da atual gestão, resolveram então fazer a tal pesquisa, em parceria com o Instituto Doxa.

Uma das reclamações que eles têm ouvido falar é sobre a falta de atuação do Sinjor na defesa de profissionais contratados pelo governo do Estado e pela Prefeitura Municipal de Belém: “Eu tenho alguns elogios, mas tb críticas a essa gestão, que olha bem pelos trabalhadores privados, mas fica muito quietinha quando tem que cobrar o Edmilson ou Helder. Por exemplo, nesse PCCR da Seduc. não consta nenhuma menção a assessor de imprensa e ninguém falou nada. Eles se calam, para não incomodar aliados governistas, que empregam muitos deles. É isso que hoje prevalece no sindicato”, nos disse uma profissional de imprensa contratada pelo governo do Estado, que pediu para não mencionarmos seu nome, por razões óbvias: medo de represálias…

A pesquisa

Os jornalistas profissionais do Pará receberam a seguinte mensagem por email ou whatsapp, enviados pelo Instituto Doxa: “Olá! Somos do Instituto DOXA Pesquisa. Estamos desenvolvendo um estudo sobre os jornalistas do Estado do Pará. Gostaríamos que você respondesse nossa pesquisa. Sua participação é muito importante, com isso você estará contribuindo com nosso estudo. Agradecemos desde já sua colaboração!”

O link para o formulário da pesquisa é: 

https://pesquisadoxa.questionpro.com/pesquisajornalista

Acessando o questionáriok, percebemos que não há necessidade dos entrevistados se identificarem, pois os campos para nome, contato e endereço não são de preenchimento obrigatório. A primeira questão da pesquisa é “Qual o seu nível de satisfação com a atual diretoria do Sindicato dos Jornalistas?”, com 5 opções de resposta: satisfeito, muito satisfeito, insatisfeito, muito insatisfeito e não sabe/sem resposta.

Nas perguntas seguintes, a pesquisa indaga: “Como você avalia a atual Diretoria do Sindicato dos Jornalistas?”, “Agora, de maneira geral você APROVA ou DESAPROVA a maneira como a atual diretoria vem conduzindo o Sindicato?”, “Quais as principais necessidades que você considera que o Sindicato precisa fazer pela classe?”, “Em quem você votou na última eleição do Sindicato?”, “Em novembro será a eleição para a escolha da nova Diretoria do Sindicato, você vai votar nesse dia?”, “Se a eleição para Presidente do Sindicato fosse hoje, em quem você votaria? (ESPONTÂNEA)”, e “Se a eleição para presidente do Sindicato dos Jornalistas fosse hoje, e estivessem disputando os seguintes candidatos, em quem você votaria? (ESTIMULADA)”, cujas respostas disponíveis são, pela ordem: Evandro Correa, Vitor Gemaque, Branco/Nulo e NS/SR.

O formulário também apresenta a pergunta “Em quem você não votaria de jeito nenhum para presidente do Sindicato dos Jornalistas?”, com as mesmas opções de nomes da questão anterior. As duas últimas perguntas são: “Em sua opinião, independente de quem você votou [na pesquisa], quem você considera que vai ganhar essa eleição?” e “Em sua opinião, qual jornalista aqui do seu município você considera uma liderança na categoria?”

Os dirigentes do Sinjor não gostaram nada da pesquisa e reagiram. Em nota publicada, ontem(30), na página do sindicato no Facebook, que aliás tem baixíssimo engajamento, a diretoria do Sindicato de Jornalistas do Pará (Sinjor-PA) diz textualmente que “foi surpreendida na manhã de hoje, 30, com uma pesquisa enviada pelo Instituto Doxa às sindicalizadas e sindicalizados da entidade, indagando acerca de candidaturas à presidência do Sindicato e informando uma possível data de eleição sindical, que não condiz com a realidade”.

A nota do Sinjor

Sobre a pesquisa, a Diretoria do Sinjor-PA listou as seguintes contestações:

“1 – Que não repassou nenhum dado cadastral ao referido Instituto, uma vez que devem ser resguardados devidamente, e usados, exclusivamente, para atividades do próprio Sindicato;

2 – Que o uso indevido de tais dados incorre em infração à Lei 13.709/2018, a Lei Geral de Proteção de Dados, que assegura os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade, inclusive no meio digital, o que foi violado por meio de tal pesquisa;

3 – Que o caso já foi encaminhado à Assessoria Jurídica do Sinjor-PA, que está analisando as providências a serem tomadas, da mesma forma como encaminhou denúncia à Comissão de Ética de Jornalistas, para averiguar a conduta das pessoas envolvidas no fato;

4 – Que a referida pesquisa incorre em informações falsas, chegando a divulgar possível data de eleição, o que cabe soberanamente à categoria definir em assembleia, e não a institutos de pesquisa;”

[…]

O medo

Ao tomar conhecimento da nota, um dos integrantes do grupo que resolveu fazer a pesquisa disse que não houve qualquer infração à LGPD, pois como a própria nota do Sinjor disse, a entidade não passou nenhum dado cadastral ao Instituto Doxa, de Pesquisas. “Qual é o crime em se fazer uma pesquisa usando os contatos que a gente possui, dos jornalistas paraenses? Isso é medo de descobrirmos a realidade do Sinjor, que está fraco e inoperante, devido ao aparelhamento da nossa entidade de classe, cuja diretoria tem um monte de DAS no governo do Helder e na prefeitura de Edmilson”, disse um jornalista interessado nos resultados da pesquisa.

“Ao invés de se preocupar com essa pesquisa, a direção do Psol (ops, Sinjor) deveria dizer o que fez e principalmente o que não fez em 3 anos!!”, comenta outro associado do sindicato, num grupo de Whatsapp.

RELACIONADOS

Mais visualizados