terça-feira, fevereiro 7, 2023
spot_img
InícioInternatos InfantisNo Canadá, Papa pede perdão a indígenas por abusos cometidos pela Igreja

No Canadá, Papa pede perdão a indígenas por abusos cometidos pela Igreja

O papa Francisco, que iniciou neste domingo (24) uma visita de seis dias ao Canadá, assegurou durante o voo que o leva ao país é que pretende fazer uma “viagem penitencial” para pedir desculpas aos indígenas pelos abusos cometidos em internatos durante os chamados processos de assimilação, e também reiterou seu desejo de viajar para a Ucrânia.

Poucos minutos após a decolagem, Francisco, caminhando com o auxílio de uma bengala, foi até a parte de trás do avião para cumprimentar os 78 jornalistas que viajam com ele e agradeceu pelo trabalho e companhia durante esta turnê, em que visitará Edmonton, Quebec e Iqaluit.

“Esta é uma viagem penitencial, fazemos com esse espírito”, disse Francisco, que deu preferência aos encontros com os indígenas, enquanto as reuniões com autoridades não ocorrerão até quarta-feira, em Quebec.

Cerca de 150 mil crianças indígenas foram matriculadas desde o final do século 19 até a década de 1990 em 139 internatos, onde passaram meses ou anos isoladas de suas famílias, idioma e cultura. Muitas delas sofreram abuso físico e sexual por diretores e professores. Acredita-se que milhares morreram de doenças, desnutrição ou negligência.

Em maio de 2021, mais de 1.300 sepulturas não identificadas foram descobertas nos locais das antigas escolas, em Columbia Britânica e em Saskatchewan. As instalações eram financiadas pelo governo, e a maioria delas era gerenciada pela Igreja Católica.

Antes de sua partida, o papa enviou uma mensagem no Twitter em inglês e francês para seus “queridos irmãos e irmãs no Canadá”.

“Venho entre vocês para me encontrar com os povos indígenas. Espero que, com a graça de Deus, minha peregrinação penitencial possa contribuir para o caminho de reconciliação já iniciado. Por favor, acompanhem-me com oração”, escreveu.

O papa também aproveitou a ocasião, já que neste domingo não será celebrada a oração do Angelus na Praça de São Pedro, para lembrar o dia em que a Igreja dedica aos avós, pedindo os jovens a sempre se aproximarem dos mais velhos para conhecer suas raízes, porque “são eles que transmitem as tradições”.

VISITA À UCRÂNIA

Apesar dos problemas no joelho, o papa quis cumprimentar os jornalistas um a um e caminhou com a ajuda de sua bengala pelos corredores do avião.

Os jornalistas lhe perguntaram também sobre a possível ida à Ucrânia e Francisco garantiu que gostaria de realizar essa viagem, mas admitiu “que a organização é complicada”.

O secretário de Estado do Vaticano para as Relações com Estados, Paul Richard Gallagher, assegurou em uma entrevista recente que Francisco poderia ir a Kiev já em agosto, embora, de acordo com as respostas do papa, essa circunstância pareça remota.

Francisco, de 85 anos, chega a Edmonton às 14h40 (hora de Brasília) e participa de uma breve cerimônia de boas-vindas com a presença da governadora-geral Mary Simon e do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau.

Com informações do DW e Brasil de Fato

Leia também:

Vaticano propõe ordenar padres casados na Amazônia

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados