sábado, janeiro 28, 2023
spot_img
InícioSegurança PúblicaMoradores de Ajuruteua denunciam o aumento da criminalidade e a "vista grossa"...

Moradores de Ajuruteua denunciam o aumento da criminalidade e a “vista grossa” da PM

Verão chegou e a movimentação nas praias e balneários já começa a efervescer. Nessa expectativa e após dois anos da pandemia de covid-19, uma preocupação provoca dor de cabeça entre os moradores da praia de Ajuruteua e de frequentadores daquela localidade da cidade de Bragança, no Nordeste do Pará: a possível presença de marginais e fugitivos da justiça, que estariam naquela região do Estado para prática de novos crimes no período de férias escolares.

Um exemplo dessa preocupação da comunidade foi a prisão de um grupo de traficantes, ocorrida no último final de semana. Os marginais estariam não apenas comercializando, mas também produzindo entorpecentes em uma residência localizada em frente à escola Nossa Senhora da Conceição. Para fazer o trabalho, os policiais civis, que teriam saído de Belém, supostamente utilizaram drones para localizar os alvos da ação policial.

Morador que não quis se identificar, questiona: “Por que a polícia não faz um ‘pente-fino’ e pede documento de suspeitos e faz isso desde agora, até o final do verão, pelo menos?”.

DENÚNCIA DE VISTA GROSSA E DEBOCHE

Em denúncia recebida pelo portal Diógenes Brandão, moradores dizem as duas guarnições da Polícia Militar que atuam na praia de Ajuruteua, têm feito “vista grossa” para ação da bandidagem. Sairiam com os presos nas VTRs, mas os soltam no caminho para Bragança. E o pior: os criminosos depois de soltos, debocham da comunidade e voltam a praticar delitos, principalmente roubos, que alimentaria o tráfico de drogas.

Leia também

Profissionais do Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria, em Bragança, estão há quatro meses sem salário diante de atrasos da Sespa, revela médico em entrevista

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados