segunda-feira, janeiro 30, 2023
spot_img
InícioPolíciaMorador tenta justificar a morte do Pirarucu no condomínio de luxo onde...

Morador tenta justificar a morte do Pirarucu no condomínio de luxo onde reside Helder Barbalho. Memes não perdoam

Após nossa matéria ter dado divulgação, em primeirão, do vídeo em que o ex-vice-prefeito de Ananindeua, Carlito Begot (PSD) aparece junto a outros homens, espancando um pirarucu, após pescá-lo no lago do condomínio Lago Azul, localizado na rodovia BR 316, no município de Ananindeua, o caso ganhou uma repercussão em toda a imprensa paraense e diversos comentários a respeito do fato passaram a surgir, na tentativa de justificar o ato de selvageria que deixou muitas pessoas revoltadas e indignadas. Um destes argumentos foi enviado ao nosso redator e diz o seguinte:

É um pirarucu, não é nativo do lago, fugiram de um criatório quando o lago transbordou. São uma espécie muito predatória de outros peixes e não possuem predadores deles no lago. É salutar pescá-los para diminuir sua população, e assim, diminuir a predação dos mesmos, se não, vão dizimar as tilápias e outros peixes nativos do lago.

O que está em jogo é a eleição condominial mês que vem por isso todo esse bafafá.

Para entender o que aconteceu, leia: Caso de Polícia: Pirarucu é morto à pauladas, no condomínio de luxo onde mora o governador do Pará

Com a forte repercussão, a administração do Condomínio onde reside o governador Helder Barbalho (MDB) emitiu nota, dizendo:

Os moradores içaram um peixe da espécie Pirarucu com aproximadamente 200 kg agindo de forma agressiva com o animal, causando a morte do mesmo e depois o levaram do local em uma camionete para uma residência. Queremos deixar claro que esta gestão repudia veementemente atos desta natureza, e que não condiz com os princípios de 99% dos moradores. diz a nota emitida pela administração. Os envolvidos estão sendo identificados e que está agendada uma reunião para quarta-feira (26) com os membros do Conselho de Administração para que se tomem providências sobre o caso e prevenir novas ocorrências dessa natureza.

Mesmo com toda a repercussão do caso, a Polícia Civil, responsável por investigar atividades delituosas como essa, informou através da Delegacia Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa), que ainda não foi notificada sobre o caso.

Já a Secretaria de Meio Ambiente de Ananindeua (Sema) lamentou o que ocorreu no condomínio e disse que a conduta não condiz com a atividade de “Pesque-Pague”, e que “está trabalhando para identificar e autuar todas as pessoas envolvidas neste triste episódio, e, por conseguinte, tomar as medidas cabíveis“.

A Sema ressalta ainda que tomou conhecimento do fato pelas redes sociais e, nesta terça feira (25), notificou o condomínio para apresentar algum tipo de certificação de registro que autorize o local a desenvolver esta prática. Caso não apresente nenhuma autorização, será passível de multa conforme previsto na Lei de Crimes Ambientais.

Nota da Secretaria de Meio Ambiente de Ananindeua.

Veículos de imprensa tentam explicações sobre as medidas adotadas e o posicionamento da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) a respeito do licenciamento da área e da prática de “pesque e solte”, mas não há resposta.

Enquanto as autoridades estaduais fazem vista grossa, nas redes sociais os internautas não perdoaram e o assunto ganhou vários memes.

Veja os melhores:

Leia também:

Caso de Polícia: Pirarucu é morto à pauladas, no condomínio de luxo onde mora o governador do Pará

Carlito Begot é acusado de agredir, sequestrar e ameaçar de morte uma mulher em Ananindeua

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados