terça-feira, fevereiro 7, 2023
spot_img
InícioSaúdeMédicos do HPSM da 14 e da UPA de Icoaraci entram em...

Médicos do HPSM da 14 e da UPA de Icoaraci entram em greve no dia 11

A crise no setor da saúde pública ganha um novo capítulo com o anúncio da paralisação dos médicos do HPSM Mário Pinotti (da 14 de Março) e da UPA de Icoaraci a partir da próxima segunda-feira (11).

Depois das denúncias publicadas pelo portal Diógenes Brandão sobre as condições de trabalho no Mário Pinotti e as supostas irregularidades de favorecimento de dirigentes da principal unidades de atendimento de urgência e emergência de Belém, e de cortes nos plantões também na UPA de Icoaraci, agora vem a notícia da deflagração da greve da classe médica que, segundo documentos encaminhados à direções da HPSM e UPA de Icoaraci, cobra pagamento de salários atrasados.

De acordo com os ofícios assinados pelos médicos plantonistas, o atraso é referente ao período de 16 de janeiro a 15 de fevreiro de 2022. Contudo, o documento informa que o pagamento dos médicos tem se dado com mais de 60 dias de atraso, em média, desde 2021, o que tornou “uma situação insustentável financeiramente para os médicos que prestam serviço à municipalidade, que precisam prover as necessidades e o sustento de seu lar”. Os atrasos têm sido recorrentes em pouco mais de um ano, garantem os profissionais em saúde.

Os médicos plantonistas do HPSM Mário Pinotti e da UPA da Vila Sorriso dizem que seguirão com o movimento paredista e com o atendimento restrito a 30% da capacidade normal, entretanto atenderão idosos, crianças e pessoas com deficiência dentro do que prevê a legislação.

O portal já pediu um posicionamento à Sesma e à Prefeitura de Belém sobre a cobrança dos médicos e aguarda manifestação.

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados