terça-feira, fevereiro 7, 2023
spot_img
InícioMilícia CabanaEm post no Facebook, segurança de Ed intimida jornalistas e disse ter...

Em post no Facebook, segurança de Ed intimida jornalistas e disse ter esbarrado “involuntariamente” em mulher agredida no Ver-o-Rio

Após quatro dias da agressão contra uma senhora no espaço Ver-o-Rio, o chefe da segurança do prefeito Edmilson Rodrigues (Psol), Stefani Henrique usou a conta no Facebook e lá deu a versão sobre uma cidadã que registrava a passagem de Ed e comitiva, por ocasião da entrega das obras de revitalização do espaço, que além de ser vítima da selvageria do “bate-pau”, teve o celular pisoteado.

EMPANAR, REPERCUSSÃO NACIONAL E A INTIMIDAÇÃO

Em trecho da postagem, o segurança aponta que a repercussão se trata de ação de blogs bolsonaristas e de extrema direita, esqueceu apenas de combinar com a própria esquerda que pediu providências sobre a agressão. Vivi Reis e Fernando Carneiro (imagens reproduzidas dos posts), respectivamente deputada federal e vereador, ambos do Psol, pediram, no twitter, punição de Stefani. Diferente do que o trulento Stefani prega no post, a repercussão não foi uma tentativa de empanar a entrega das obras, mas o eco diante da gravidade do fato.

O fato ganhou repercussão já noite da última quinta-feira (14) com a cirulação do vídeo que mostra o ataque do segurança, hoje considerado “jagunço de estimação” de Ed. Da repercussão entre jornalistas locais como Olavo Dutra e com atuação nacional, como Ricardo Noblat, começaram as críticas, pedidos de punição e exoneração do assessor especial de Rodrigues, que em seu terceiro mandato tem atentado contra os princípios da esquerda, que o formou, e sobretudo contra a defesa dos direitos das mulheres e a da igualdade de gênero.

G1 E UOL

Ao final do post, Stefani dá um recado e diz que está processando todos os que estariam o caluniando com supostas fake news. Lembrar ele que dentre os canais de informação que divulgaram a agressão, estão o UOL e o G1.

TRAJETÓRIA

Nessa desconfiguração dos princípios psolistas, pelo menos na capital paraense, as mulheres têm sofrido na busca de seus direitos. No histórico dos insultos e ações violentas de Stefani, a do Ver-o-Rio foi mais uma somada às investidas contra as trabalhadoras da Secretaria Municipal de Educação (Semec), intimidadas nos protestos em frente ao gabinete da Prefeitura de Belém, em Nazaré, e durante reunião de DAS, ocorrida no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Pará (IFPA).

POSICIONAMENTOS DE STEFANI E EDMILSON

A gente se pergunta e verifica o descompasso entre a manifestação de Stefani Henrique e a de Edmilson Rodrigues, registrada no twitter no dia 15 de julho. Será que o fatos já foram apurados e a Prefeitura de Belém vai alegar que o assessor esbarrou “involuntariamente no braço de uma senhora”? Em resposta ao perfil da professora @Ana_Prado, que disse que a colega foi agredida, Ed respondeu que iria apurar “os fatos com rigor e transparência”.

Leia também

Segurança de Edmilson Rodrigues agride mulher no Ver-o-Rio; veja o vídeo

Edmilson Rodrigues e chefe da segurança chamam concursados de facistas durante reunião com comissionados

Afastado da REDE e da SECULT, ex-petista detona Ursula Vidal e esvazia seu partido

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais visualizados